MEU DIÁRIO / POESIAS

A Vida

A vida é como a pedra

se funde a terra

que arde ao toque suave

A vida ressurge e nasce

das contas que não se faz

recria-se, enaltece

as provas de uma prece

A vida de cima desce

e tange em pequenas hostes

tornando-se pentecostes

ao lado de brancas vestes

o anjo humano tece

as teias se alongam

e avançam

A vida abre passagem

portais antigos e novos

se mostram

aos olhos abertos

que anseiam pelo

novo tempo

Humanos seres despertos

chegando de novo

ao berço

vislumbram tremeluzindo

diante de um ser

que nasce

trazendo a Vida luz

Reconhecem essa vida

há tanto tempo perdida

abraçam a civilização

à luz trazida

Transfiguram-se de pós-vida

o amor em vestes fluidas

envolve-nos sem saída

celebra-se a nova vida

Transforma-se a dor antiga

em pura água-viva

arco-íris nasce sobre o mar

brancas nuvens

lhe absorvem

a cor

E no manto

branco-azul celeste

encontramos

a Unidade Vida.

Ingrid Cañete