MEU DIÁRIO / POESIAS

Dica de Filme: Além da Vida

Diretor: Clint Eastwood

Comentário: esse filme merece ser visto por todos especialmente por quem está em busca de evolução de forma consciente e se questiona sobre o sentido da vida e da morte, entre outras questões. O filme é maravilhoso,escrito, construído e dirigido com uma sensibilidade ímpar pelo diretor, especialmente no que tange as duas crianças que atuam como irmãos gêmeos. Aliás observem o papel das crianças em meio a toda a trama, é a criança que vai permitindo a ligação ou re-ligação entre todos os fios da teia!

Algumas pessoas têm comentado que o filme é espírita, mas não é de jeito nenhum. Tenho percebido que um grande número de pessoas quando não entende do que se trata rotula filmes e livros assim como pessoas como sendo espíritas. Parece-me uma forma simplista de pensar e de viver. O filme é espiritual quer dizer ele aborda a vida incluindo e destacando a dimensão espiritual de nossa existência, isso sim é verdade. E, cá entre nós, a visão espírita é apenas uma parte do conhecimento, não abarca toda a imensidão de nossa essência e dimensão espiritual.

Mas voltando ao filme, ele pode ser analisado de inúmeros e diferentes ângulos e aspectos. Fascinou-nos por exemplo, a questão do personagem que possui um dom, ele é vidente mas acha que esse dom é uma maldição e por isso foge dele, o dom, o que equivale a fugir de si mesmo.Na verdade, ele sofre muito, muito pois a sociedade ainda trata com muito preconceito as pessoas mais despertas e evoluídas e que manifestam dons espirituais. Ele cansou de sofrer e recusa-se a realizar esse dom. A situação de outra personagem da trama é que ela, uma jornalista famosa, rica, bem sucedida é pega pelo tsunami na Tailândia e quase morre ou seja passou pela experiência de quase morte (EQM) e ao retornar a vida ela vai percebendo-se diferente, cada vez mais diferente e percebe também que esta “nova” pessoa que ela é começa a ser rechaçada e marginalizada pelas outras pessoas de seu círculo…

Ela voltou mais desperta, com a consciência expandida e não pode mais viver como vivia então começa a busca por um novo caminho… Em meio a suas buscas e as dores e sofrimento ela se dá conta da real sociedade em que vive o que lhe causa ainda mias dor mas a faz mais determinada a lutar por mudanças e resolve escrever. O filme é belo, sensível, inteligente e sábio, faz chorar e faz mudar. A gente sai transformado do cinema e por isso o recomendo com ênfase acreditando que trata-se de uma experiência transpessoal!

Ingrid Cañete