MEU DIÁRIO / FILMES

Dica de Filme: Amor é tudo o que você precisa

Esse é o tipo de filme que a gente quer ver de novo logo que termina e depois fica lembrando dele por muito tempo!

A diretora chama-se Suzanne Bier e sem dúvida desponta com uma excelente diretora dona de um olhar e de uma sensibilidade para com as questões humanas que se destacam em meio aos bons diretores atuais. O filme começa a ser interessante pelo título e torna-se melhor ainda na medida em se desdobra em um cenário paradisíaco, na Costa Amalfitana e que a diretora conduz os atores e a história de forma a que mesmo temas difíceis e pesados sejam vistos e tratados de forma leve e inusitada. Há um toque de bom humor na medida certa que nos mostra como a vida na Terra tem realmente dois lados, um cômico e um trágico.

E que depende de nossas escolhas a forma como iremos levar a nossa vida e influenciar a vida dos outros, através de nosso exemplo.

O filme conta a história de uma mulher que está se curando de um câncer e que tem uma visão da vida, dos valores e um caráter pautados pela pureza, pelo amor e compaixão.

Ela parece ter apurado suas qualidades e visão da vida através da experiência vivida com a doença. Quando ela descobre seu marido traindo-a dentro de sua própria casa, tudo começa a mudar ou talvez tenha apenas feito com que ela abrisse os olhos para um outro lado possível da vida. Seu despertar é duro mas ela não é de fazer alardes nem baixarias. É no caminho para  a viagem  a  Itália, onde sua filha vai se casar que por conta da Sincronicidade, ela cruza de forma estabanada e engraçada com o pai do noivo e assim se desenrola o roteiro cheio de reflexões e lições sobre a verdade e a mentira das relações humanas, especialmente das relações entre casais e familiares.

A protagonista do filme possui um olhar impressionantemente lindo e forte que foi muito bem explorado pela diretora! Ela hipnotiza o público e arrebata nossos corações na medida em que sua personagem,  de forma sábia, serena e inabalável, demonstra compaixão, amor, carinho e respeito por todos mesmo por seu marido e sua amante que ousam  comparecer na festa de casamento. Sua singeleza e simplicidade aliados a uma verdade e transparência que arrepiam são um fator determinante, em nossa opinião, para que o filme adquira a grandeza e a força de um grande filme. Somos assim, levados a mergulhar com a protagonista no rio das crenças, processando nossos valores e atitudes e, então, saímos do filme transformados. Em síntese, é um grande filme, bonito, alegre, introspectivo, leve e que nos acrescenta como seres humanos. É mais do simples entretenimento, é uma obra de arte! Desejo que desfrutem!

Um abraço,

Ingrid