BIBLIOTECA / POESIAS

Ano Novo

Que o ano comece lento,
Suave, delicado
Manto
Loucuras a parte,
Ventos de puro
Encanto.
Sejamos doces
Amigos
Fraternos, cooperativos
Deixemos de lado
A dor, o egoísmo,
O terror.
Sejamos o salvador
De cada um,
De todos nos
Que o ano comece
Agora
De um jeito
Bem diferente,
Colorido e
Transparente.
Façamos uma corrente
De bem querer
E só do bem viver!
Que esse ano
Seja infinito
Encanto
E a glória teu
Maior prazer
E o mundo
Possa assim
Renascer…

Desejo um ano todo de Luz
para nos e a humanidade!

Ingrid Cañete
Janeiro 2014