Desperta

A estética, a rima e a métrica
por simples sofisticação
Alegria, agonia, aflição
nesse momento de uma
dura paixão
sofre com júbilo
nessa revelação
somos um povo, uma nação
que atravessa o pântano
sem consciência
mas com devoção
ansiando pelo alívio
de um milagre
para nossos pobres
e cansados corações
viva a nação brasileira
que heroicamente
vai rompendo as fronteiras
desejando honrar a bandeira…
Quantas nobres fogueiras
nós de marinheiro
navios piratas
passeatas, falcatruas
carreatas
precisamos ainda
para vir a ser
uma nação sensata?
Acorda povo brasileiro
estão queimando a mata
as águas, de tão sujas,
já viraram nata
lutemos com amor
atitude e fé
pois um povo sem virtude
não ficará em pé
levanta povo brasileiro
desse berço que nunca foi esplêndido…
Unidos e conscientes
não seremos vencidos
Agora, é o tempo
de dizer Àdeus
às fronteiras, decepções
e amargas ilusões
devaneios e divagações
Agora, está na hora
de amadurecer
fazendo valer as nossas
mais profundas vocações
somos o povo
chamado a oxigenar
ventilar, purificar
o espírito desse planeta
tão azul, a Terra
Somos nós a esperança
de uma Nova Terra
Levanta, acorda
povo brasileiro!!!

Ingrid Cañete
15/09/18