As Perguntas

Por Rainier Maria Rilke

Quero te implorar, tanto quanto posso, que sejas paciente
com tudo que continua sem solução em teu coração,
e que aprendas a amar as próprias perguntas,
como se fossem quartos fechados,
Ou livros escritos em uma língua estrangeira.
Não procures as respostas que não te podem ser dadas,
porque não conseguirias vivê-las,
E o importante é viver tudo.
Vive as perguntas agora,
talvez, então, tu, gradualmente,
Sem notar,
Viverás até algum dia distante,
Quando encontrarás a resposta.