MEU DIÁRIO / POESIAS

Minha amiga Mari

Teu nome
é de Maria
pois dela tu viesse
e à ela
vais voltar.

Tua vida
é uma história
linda de contar
mais ainda
de guardar
prá nunca esquecer.

Menina
que nasceu
por amor,
pelo simples
prazer
de viver
e amar.

Ela desceu
do céu
só para
co-criar
três meninas
todas feitas de mel.

Mari querida
amiga,
teu trabalho
é tua vida.

Tudo o que
mais amou
foi, sempre,
dar guarida
aos seres humanos,
pessoas, pessoas,
gente é o que
te faz feliz.

Seu maior defeito
ou será que seria
sua estranha mania?
É acreditar
que o mundo
é todo cor-de-rosa.

Sua maior virtude
pode-se afirmar
é fazer valer
a sua máxima crença
em cada gesto seu,
em cada sorriso,
sendo a alegria
sua marca e atitude.

Mari amiga,
mãe, empresária, sogra,
avó de primeira viagem,

Mari caridosa,
gentil e generosa,
tens nas mãos
as cicatrizes
de uma vida
atribulada e trabalhosa.

Tens na alma
os sinais,
o estigma
da guerreira iluminada.

Teus passos suaves
são sentidos
agora mesmo,
nas dimensões
mais elevadas.

Os anjos humanos
te abraçam
e acolhem.

Os anjos celestes
te envolvem
como o aroma
campestre.

A música sublime
que neste momento,
tu vestes,
será teu cenário,
teu rumo
e teu leste.

Respira fundo e lento,
amiga,
te entrega,
recebe nossas preces,
confia.

Inspira nosso amor,
aceita e agradece.

És graça que
a todos nós enaltece.