MEU DIÁRIO / POESIAS

Ser Índigo

Não tenho certeza de ser
Mas me sinto como um
Apenas posso lhe dizer:
Que de muito distante vim
E para onde irei…
Eu sei.

Não vim promover a guerra.
Nem alimentar o rancor
Mas sim promover a
paz e o amor.

Saibam amigos
Que nós índigos
Não somos superiores
Somos seres humanos comuns
Apenas com uma
perspectiva de mundo diferente.

Onde a guerra será trocada
Por belos campos de lírios
Onde o céu tingido
de vermelho

Será trocado pelo azul
Um azul celeste
como todo ser humano é:
Celestial

Aqui encerro um poema
Sobre um possível índigo
Questionador e adorador
Do belíssimo teatro
de nome vida.

Horiatan Vieira