A TRAJETÓRIA DE UM ÍNDIGO E A TRANSIÇÃO PLANETÁRIA

São tantos os adultos Índigos que me escrevem, diariamente, contando o quão libertador foi ler o livro Adultos Índigo e se descobrir um ser de vibração índigo.  Eles falam de suas histórias de vida e de suas inúmeras experiências, invariavelmente, pautadas por dor e sofrimento de quem não consegue se encaixar na família, numa profissão ou carreira, nos padrões ditos sociais nem encontram pessoas afins com quem se relacionar. Recebo  cada mensagem com muito amor e gratidão e sinto profunda empatia por todos. Quando escrevi esse livro direcionado aos adultos da geração Índigo, o fiz respondendo a dezenas de pedidos daqueles que liam o livro Crianças Índigo e se identificavam, antes mesmo de conseguir relacionar seus filhos com o conteúdo. Na época, os pedidos incluíam uma pergunta básica: Como ter certeza de que eu também sou um Índigo, já que agora sou adulto?

O livro foi escrito e depois de 10 anos desde a primeira edição, uma pergunta permanece: Sou adulto Índigo, mas e agora, o que eu faço para viver assim como sou? E outras perguntas foram surgindo: Onde encontrar ajuda para conseguir ser quem eu sou e ser feliz? Onde e como encontrar pessoas com quem poder conversar de verdade sobre os temas que me interessam? Como saber que rumo tomar em minha vida profissional já que tantas coisas diferentes me interessam? Porque, mesmo estando entre muitas pessoas, inclusive aquelas por quem se tem carinho, me sinto uma estranha no ninho? Porque todas as atividades rotineiras e do cotidiano como fazer compras, estar no trânsito, parar numa fila, ir ao banco são assim tão cansativas para mim? Porque não consigo me encaixar e seguir uma vida “normal” como outras pessoas? Porque sinto saudades de um lugar que não encontro aqui? Porque me sinto sempre tão solitária e, embora não seja depressiva, me sinto triste e cansada de estar aqui? Seria a nossa missão terrena tão solitária e pesada assim?

Então, eu respondo que muitos seres como nós sentem e convivem com essa falta e creio que não iremos nos encaixar nunca, pois não viemos para isso! Viemos sim para lidar com os desafios de sermos diferentes e de arcar com as consequências, já que viemos aqui para promover a expansão de consciência, o olhar renovado e diferente em relação a tudo! Nós viemos ensinar novas habilidades, despertar novos dons e formas de ser, de agir, de liderar e de conviver!!! Realmente não é nada fácil!!! Mas, pelo menos nós estamos nos encontrando, gradualmente, e fazendo contato com outros Índigos para assim nos sentirmos acompanhados e fortalecermos essa nova rede de consciência expandida, aqui na Terra. Esse é um trabalho e propósito nosso que permite e permitirá, cada vez mais, que novos grupos evolutivos de crianças desçam à Terra e venham dar sequencia a ativação de uma Nova Terra e da chamada Idade da Luz ou Era de Ouro do planeta!!! E, À  ESSE PERÍODO QUE ESTAMOS VIVENCIANDO E AJUDANDO A CO-CRIAR CHAMAMOS DE TRANSIÇÃO PLANETÁRIA!

Saiba que só de estarmos sustentando nossa vida aqui na Terra e mantendo nosso equilíbrio e conexão com a Fonte, com  a Luz, já estamos fazendo algo de extrema importância que é ancorar a frequência Índigo nesse planeta!!!

Sim, nós escolhemos e aceitamos um imenso desafio em nascer nesse planeta, nesse país, nessa época como seres de vibração Índigo!!!

Mas, se aceitamos é porque podemos, somos capazes e sabemos que nossa alma e nosso espírito necessitam dessas experiências para evoluir…

Lembre-se, sempre, nós não viemos para nos encaixar em nenhuma profissão, em nenhum padrão ou molde, viemos para questionar, para perguntar sempre “porquê não?” Viemos para “incomodar” no sentido de oferecer novas e diferentes visões sobre um tema ou quanto a fazer algo de um modo melhor, demonstrar novas formas de pensar, de ser, de agir, de se relacionar…

Viemos romper barreiras, paradigmas e propor novos caminhos sempre em alinhamento com os valores éticos fundamentais e guiados pelas Leis Superiores Espirituais!!!

Ninguém nos disse que seria fácil…mas também não seríamos enviados se fosse algo impossível. Na verdade, o impossível é apenas aquilo de que desistimos de acreditar e de buscar…E nós somos buscadores por natureza!!!

 

Apenas temos de tentar entender e  aceitar que somos assim pois viemos para abrir caminho para o “novo” e criar condições vibracionais e físicas para que as novas gerações possam seguir descendo à Terra para realizarem as transformações mais profundas de que necessitamos como humanidade!!!

O que pode nos ajudar a estar aqui com menos sofrimento? Eu diria que em primeiro lugar, precisamos aceitar e honrar quem somos o que exigirá fortalecer a nossa auto estima, o nosso amor próprio.Além disso, é fundamental aprender a “aterrar” ou ancorar-se na Terra o que significa fortalecer sua conexão com o plano da Terra, da matéria mas sem perder sua conexão com o Cosmos, com o plano sutil e espiritual. Você vai precisar buscar, permanentemente, o equilíbrio entre ser humano e espiritual já que um aspecto não é mais importante do que o outro. A seguir, torna-se essencial se autoconhecer e descobrir seus dons e talentos especiais e únicos e tratar de desenvolvê-los, para então, direcionar esses dons para o bem maior de seus semelhantes. Assim, você estará, sem dúvida realizando seu propósito de vida, seu dharma.

Se não consegue sozinho busque a ajuda de um bom terapeuta sintonizado com a nova consciência, com a espiritualidade e de preferência, com as novas e mais avançadas técnicas e ferramentas espirituais, já disponíveis.

O mais importante: lembre-se de que você é um farol luminoso e seu propósito maior é brilhar sua luz, o mais forte que puder, dia e noite!!! Você pode nem suspeitar mas em muitos ambientes, bairros, empresas, escolas, famílias você talvez seja o único farol em centenas de quilômetros de amplitude. Assim, imagine quantas pessoas você beneficiar e ajudar a despertar, apenas se mantendo quietinho e brilhando sua luz…

Sinta, pense, reflita e agradeça por ser quem você já é!!! Vibrando assim, você entrará no fluxo divino e certamente, vai atrair seres semelhantes e afins…no entanto, você deve saber que tudo acontece no tempo do Universo, no tempo de Deus e não no seu, no meu tempo…

Um abraço afetuoso, desejando uma feliz, iluminada e abençoada jornada terrena rumo à Idade da Luz!!!